PSD articulado para lançar candidato próprio ao governo

O papel da oposição nas eleições de 2022 no Maranhão foi um dos assuntos da entrevista que o deputado estadual César Pires concedeu nesta quinta-feira (15) à TV Mirante.

Ele declarou que a candidatura a governador do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, faz parte do projeto nacional do PSD, coordenado no Maranhão pelo deputado federal Edilázio Júnior.

César Pires reafirmou que continuará sua trajetória na oposição, e confirmou que ingressará no PSD em março do próximo ano, na janela partidária. Mas fez questão de enfatizar que deixará o PV sem nenhuma mágoa, e que sou mudança partidária ocorre em decorrência das limitações partidárias do PV, em nível nacional.

Sobre a disputa majoritária de 2022, César Pires afirmou que a candidatura de Edivaldo é um projeto do PSD nacional, conforme afirmou o próprio presidente do partido, Gilberto Kassab, em encontro do qual participou em Brasília com o deputado federal Edilázio Júnior, dirigente da legenda no Maranhão.

Em seu projeto nacional, como quarto maior partido do Brasil, o PSD quer eleger 80 deputados federais e lançar candidatos aos governos estaduais e a presidente da República. “Edivaldo Holanda Júnior será o nosso candidato a governador, saindo da dicotomia Bolsonaro x Lula, com ideias novas. Não temos atrelamento ao governo Flávio Dino. Temos nossas convicções e faremos de Edivaldo Júnior o próximo governador do Maranhão”, afirmou César Pires.

John Cutrim

Flávio Dino e a agenda municipalista

O governador Flávio Dino (PSB) tem recebido dezenas de prefeitos nos últimos dias em eventos e reuniões no Palácio dos Leões. Em três dias de agenda, foram recebidos cerca de 26 prefeitos de cidades do Maranhão. Só nas últimas 12 horas foram 19 gestores.

Nesta quarta-feira (7), dois eventos garantiram a presença de prefeitos de várias regiões do Maranhão. Durante a entrega de maquinários agrícolas, 12 prefeitos estiveram presentes: Márcio Santiago prefeito de Santana do Maranhão; Aldo Brown de Porto Rico; Jorge Vieira prefeito de Vila Nova dos Martírios; Tio Gal de Mracacumé; Arnóbio Martins Jenipapo dos Vieiras; Flávio Amorim Araguanã; Roberto do Posto Newton Belo; Kedson Lima Aldeias Altas; Toca Serra Pedro do Rosário; Maria Deusa Maranhãozinho; e Eudes Barros de Raposa.

Pela tarde outro evento levou ao Palácio dos Leões mais cinco prefeitos municipais das cidades de: Nunes Freira, Itapecuru Mirim, Timon, Campestre e São Mateus.

Uma demonstração de um governo municipalista cada vez mais presente.

Líderes de partidos se reúnem no Palácio dos Leões

“Nesta segunda, fiz reunião com líderes dos partidos que integram o nosso governo. Todos compareceram e fizemos ótimo debate sobre metas administrativas cumpridas e novos compromissos. A união faz a força, para seguir com políticas inovadoras e concretizando mudanças no Maranhão” disse Flávio Dino em publicação em rede social nesta segunda-feira (5).

Roseana Sarney não revela posicionamento do MDB sobre disputa do governo do Maranhão

A ex-governadora Roseana Sarney foi empossada na presidência do diretório estadual do MDB nesta sexta-feira (2), em São luis.

Roseana frustrou a todos em seu discurso como nova dirigente da legenda no estado, pois não foi enfática ao falar sobre a disputa para o governo do Maranhão em 2021.

Em entrevista ao blogueiro Thales Castro, Roseana disse que o MDB vai “interferir no processo sucessório do governo do estado”. Sobre sair com uma candidatura própria do partido, a ex-governadora disse que “ainda vai se estudar o que vai ser melhor”.

Roseana Sarney não descartou a candidatura própria do MDB, nem a possibilidade, que tem sido ventilada, sobre um provável apoio a nome já exposto para a disputa.

Felipe Camarão oficializa pedido para ingressar no PT

O cenário para a disputa das eleições 2022 vai sendo definido e o Felipe Camarão (Ex-DEM) deu um importante passo para se posicionar para a corrida eleitoral.

O secretário de Estado da Educação, que deixou recentemente o DEM, anunciou que vai protocolar pedido de filiação ao PT nesta segunda-feira (07).

É bom ressaltar que esse movimento de Felipe o coloca como nome viável para disputa tanto para composição na chapa como vice-governador, como se precisar encabeçar uma chapa em uma provável disputa pelo governo em 2022, ele seria uma via “apaziguadora” em caso de acirramento entre Carlos Brandão e Weverton Rocha.

O certo é que Camarão tem tido o nome ventilado para disputar uma cadeira no parlamento federal, disputando cargo de deputado federal.

“Hoje, segunda, dia 7/6/21, irei protocolar meu pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores- PT. Pedirei para ingressar na sigla com muito orgulho e determinação em fazer o melhor para meu estado e meu país”, disse o secretário.

Covid-19: Jornalistas vão ser vacinados no Maranhão


O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), anunciou nesta sexta-feira (28) que irá iniciar na próxima segunda-feira (31), a vacinação dos profissionais de comunicação.

A solicitação foi feita pelo Sindicato dos Jornalistas e por vários profissionais da comunicação que fizeram um movimento para chamar atenção da necessidade da imunização do profissional que não parou o trabalho em nenhum momento durante a pandemia. A vacinação dos profissionais da comunicação vai ocorrer nas próprias empresas através do envio de equipes de saúde do Governo do Maranhão.

Flávio Dino garantiu que todas as empresas de comunicação envolvendo jornais impressos, televisão, rádio e demais que estão inclusas no grupo. Isso envolve todos os profissionais, desde o porteiro até os jornalistas.

Confirmado: Variante indiana entra no Brasil pelo Maranhão

O governador do Maranhão Flávio Dino anunciou nesta quinta-feira (20) que a variante indiana da COVID-19 entrou no Brasil pelo Maranhão.

O indiano de 54 anos entrou no Brasíl na última sexta-feira (13) e foi internado em um hospital da rede privada de São Luís com sintomas do novo coronavírus (Covid-19. Segundo a SES, o fato foi informado pela Agência Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa). O paciente é um dos tripulantes do navio “MV SHANDONG DA ZHI”, que saiu da Cidade do Cabo, na África do Sul, com destino a São Luís. O indiano começou a sentir os sintomas da doença em 4 de maio e teve febre.

Por conta do quadro, o indiano foi encaminhado em um helicóptero para um hospital da rede privada por determinação da equipe médica. O indiano segue internado e outros dois que também foram retirados do navio para tratamento já voltaram para a embarcação.

Na noite de segunda-feira (17), subiu para 15 o número de tripulantes que foram diagnosticados com Covid-19 dentro do navio “MV SHANDONG DA ZHI”, que foi fretado pela Vale para transportar minério de ferro e está ancorado na costa maranhense.

As amostras de cada paciente foram encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen) e para o Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém, no Pará, onde foi realizado o sequenciamento genômico para determinar qual é a variante do coronavírus presente em cada um deles.

Centro de vacinação, o próximo deve ser no Convento das Mercês

Foto: Handson Chagas

A prefeitura de São Luís anunciou o funcionamento de mais um Centro Municipal de Vacinação, que vai atender ao público alvo no Centro de Convenções da UFMA. Lembrando que já existe um Centro de Vacinação no Multicenter Sebrae, um drive-thru na própria Universidade Federal do Maranhão e na semana passada, na segunda-feira (1), teve início mais um drive-thru no Espaço Reserva da Ilha, ao lado do Shopping da Ilha.

O novo Centro na UFMA atende ao grande número de pessoas que mora na região Itaqui Bacanga. Mas somente o drive thru não era suficiente? Na verdade o drive também tinha demanda muito grande e recebia apenas idosos. Filas gigantes de veículos já foram registradas na porta da Universidade.

Foto: Karlos Gerômy

O certo é que São Luís precisa mesmo de mais pontos para imunização. São esperadas mais doses de vacinas para garantir maior número de pessoas atendidas.

No dia 23 de março o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, foi recebido pelo secretário de Educação e presidente da Fundação da Memória Republicana, Felipe Camarão, no Convento das Mercês (foto acima), em que foi fechado acordo para instalação de um Centro de Vacinação em parceria Prefeitura de São Luís – Governo do Maranhão, agora resta apenas a chegada de mais doses de imunizantes para a parceria se concretizar… na prática.

Felipe Camarão justifica ausência de pagamento dos servidores da educação

O salário dos profissionais da educação será efetivado nesta terça-feira (30), assim como foi feito pelo governo aos servidores ativos do governo do Maranhão.

Em nota publicada em suas redes sociais, o secretário de educação Felipe Camarão afirma que a ausência de pagamento foi devido a um erro que deve ser corrigido até a tarde de hoje.

Profissionais da Fesma auxiliam na vacinação de quilombolas do interior do Maranhão

O Governo do Estado irá reforçar a imunização de comunidades quilombolas distribuídas em 90 municípios maranhenses. Os profissionais da Força Estadual de Saúde do Maranhão (FESMA), que já ajudam os municípios na vacinação de indígenas, farão a aplicação do imunobiológico e também atuarão no registro de doses aplicadas.

“Realizamos, previamente, o planejamento e as programações, em conjunto com as gestões municipais para, assim, ampliarmos o alcance da vacinação nas comunidades quilombolas”, informou a coordenadora da FESMA, Cheila Farias.

No último sábado (20), o Maranhão recebeu 116.800 doses da vacina AstraZeneca, que serão utilizadas para a proteção de 63% da população quilombola do estado. A FESMA trabalhará em parceria com os municípios nas localidades onde as comunidades estão. O trabalho inclui orientação geral, vacinação e registro de doses utilizadas, que devem ser informadas no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

Ao todo, 11 equipes da força, com total de 33 profissionais que já desenvolvem suas atividades nas regiões com municípios que possuem população quilombola, participarão da ação imunizante.

A vacinação das comunidades quilombolas segue as orientações do Ministério da Saúde e do Ministério Público Federal, que recomendou a instituição de medidas para evitar o contágio e a disseminação da doença entre povos e comunidades tradicionais brasileiras. São grupos com modos de vida próprios e coletivizados, em que o trabalho e as demais interações se dão tradicionalmente pelo contato e proximidade entre integrantes da comunidade.