Eduardo Nicolau é vencedor de eleição no Ministério Público

Atual procurador-geral de justiça do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Eduardo Nicolau foi o mais votado na eleição do órgão, realizada nesta segunda-feira (23). Ele conseguiu 264 votos contra os 115 do promotor de justiça, José Augusto Cutrim Gomes.

O resultado será encaminhado ao Gabinete Civil do Governo do Estado. O governador Carlos Brandão tem 15 dias para nomear o chefe do Ministério Público  para o próximo biênio. Conforme a Constituição Federal, ao chefe do Executivo compete a escolha do procurador-geral de justiça, a partir da lista encaminhada pelo Ministério Público.

Sendo confirmado, Nicolau vai comandar o MPMA no biênio 2022-2024.

Paulo Victor ressalta impacto do cenário político na eleição da Câmara

O presidente eleito da Câmara de Vereadores de São Luís, e agora secretário de Cultura do estado, vereador Paulo Victor (PCdoB), disse em entrevista à emissora de rádio, nesta quarta-feira (6), que houve influência do cenário político estadual na eleição da Câmara Municipal de São Luís.

Paulo Victor recebeu apoio do governador e pré-candidato à reeleição, Carlos Brandão (PSB) e também, dos demais nomes que chegaram a concorrer com ele ao cargo de presidente da Câmara.

“Foi muito mais fruto de uma boa articulação política e comprovou as condições de agregar do governador Carlos Brandão. O que vimos foi uma Câmara coesa, unida e colocando em primeiro lugar a população”, frisou o vereador.

Fato é que, a conquista do parlamentar representa uma vitória para a base de apoio do governador Brandão. Comprova ainda, a correta articulação política de Brandão e que pode refletir, positivamente, no período eleitoral.

Disputa pela presidência da Câmara se acirra

Os vereadores de São Luís mostraram, na solenidade de abertura das atividades, na quarta-feira (2), como será o clima das eleições para a presidência da casa. Não houve quórum para as votações que seriam encaminhadas, pois, a maioria não compareceu à sessão. As ausências soaram como um recado ao prefeito Eduardo Braide (Podemos), que apoia o vereador Gutemberg Araújo (PSC) para a vaga. A eleição para presidente da Câmara será em abril.

Gutemberg Araújo disputa a vaga com o vereador Paulo Victor (PCdoB), que tem o apoio do vice-governador Carlos Brandão. O prefeito teria dito que esta eleição está ganha, ventilam nos bastidores, e para contrariá-lo, os parlamentares se movimentam a fim de boicotar as votações que interessam ao executivo.

A corrida está voto a voto e os dois candidatos têm, praticamente, as mesmas chances. O nível das articulações apontam para o fato de que essa disputa será palco de mais um embate na casa legislativa. Agora, é aguardar as próximas sessões…

Desembargador Paulo Velten vence eleição para presidência do TJMA

O novo presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), eleito em sessão nesta quarta-feira (2), é o desembargador Paulo Velten. Ele venceu a desembargadora Nelma Sarney por 18 votos a 12 e ficará no comando da instituição, pelo biênio 2022/2024.

Concorreram nesta eleição, os desembargadores Nelma Sarney e Paulo Velten ao cargo de presidente; Ricardo Duailibe e Marcelino Everton, ao de vice; e Froz Sobrinho e Raimundo Barros, ao de corregedor-geral da Justiça.

Houve ainda votação para diretor do Fórum do Termo Judiciário de São Luís da Comarca da Ilha de São Luís, também para o biênio 2022/2024. A sessão foi presencial, com transmissão ao vivo pelo canal oficial do TJMA no YouTube e pela Rádio Web Justiça do Maranhão.

A cerimônia de posse dos eleitos será dia 29 de abril.

 

Francimar Melo será novo presidente do PT-MA

O vice-presidente do PT Maranhão, Francimar Melo, vai assumir o comando estadual da legenda, a partir do dia 3 de janeiro, em substituição a Augusto Lobato. Ele ficará na presidência do partido por dois anos, conforme definido pelo diretório nacional. A posse será na sede da legenda, no bairro Cohafuma, às 17 horas.

Natural da cidade de Dom Pedro, Francimar Melo iniciou na militância social, em zonas rurais e áreas quilombolas, assessorando organizações de quebradeiras de coco, no âmbito associativista e cooperativista. Presidiu o PT do municípios em dois mandatos, nos períodos de 2005 a 2009 e 2010 a 2013.

Ele foi vice-presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), entre 2018 e 2020 e ao sair do cargo, ocupou assessoria especial na Secretaria de Estado de Articulação Política (Secap).

A cerimônia terá presenças de presidentes dos diretórios petistas maranhenses, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, membros dos diretórios estadual e executiva, além de lideranças nacionais do partido. A posse será transmitida virtualmente, na plataforma Zoom.

Mical Damasceno permanece na presidência estadual do PTB

Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão - Mical Damasceno repudia  apresentação de escola de sambaA deputada Mical Damasceno (PTB) continua no comando partido no Maranhão. A confirmação vei durante convenção nacional do partido, na quinta (1º).

Na convenção, Mical Damasceno foi mantida, e mais que isso, bastante elogiada por nomes fortes da legenda, a exemplo do presidente Roberto Jefferson.

A recondução para a presidência era uma dúvida que pairava, pois, nas últimas semanas, era dada como certa a troca do comando. O nome à vaga seria do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bomfim.

 

Sistemas do TSE relativos a partidos políticos estarão indisponíveis

Neste sábado (9) e domingo (10), haverá um período de indisponibilidade de três sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que possuem interface com os partidos políticos. São eles: Sistema de Apoiamento a Partido em Formação (SAPF), Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP) e Sistema de Filiação Partidária (Filia).

A medida é necessária em virtude do impacto causado pela manutenção do banco de dados do Cadastro Nacional de Eleitores. A partir de segunda-feira (11), o funcionamento desses sistemas voltará à normalidade.

O SAPF, instituído para os fins estabelecidos no artigo 13 da Resolução-TSE nº 23.465/2015, é usado por legendas em formação e permite aos representantes das agremiações realizarem o cadastramento de senhas, a inserção de dados e o envio à Justiça Eleitoral das informações referentes ao apoiamento mínimo de eleitores. Permite também aos interessados pesquisar se constam da relação de apoiadores de algum partido em formação, por exemplo.

O Filia, instituído pela Resolução TSE nº 23.596/2019, é composto por três módulos: Interno, Externo e Consulta Pública. O módulo Interno é de uso exclusivo da Justiça Eleitoral e tem como objetivo o gerenciamento das informações relativas a filiações partidárias. O Externo, por sua vez, é de uso das legendas e permite o cadastramento de usuários credenciados das respectivas esferas partidárias, a inserção dos dados dos filiados e a submissão deles à Justiça Eleitoral.

Já o SGIP, previsto na Instrução Normativa-TSE nº 3, de 21 de fevereiro de 2008, realiza, entre outras ações, o gerenciamento dos dados referentes a órgãos de direção de partidos, integrantes e delegados.

Flávio Dino vence adversários em todos os cenários da disputa para 2022, aponta pesquisa Exata

Governo do Estado ou senado. O governador Flávio Dino venceria as disputas para as eleições 2022, se concorresse em qualquer um dos cargos – apesar de não poder concorrer ao Governo, por estar em seu segundo mandato. Ele lideraria contra Roseana Sarney, Weverton e Roberto Rocha. É o que afirma a pesquisa Exata, divulgada nesta sexta-feira (1º). A pesquisa questionou eleitores maranhenses sobre nomes ao Governo do Maranhão, Senado e também, a Presidência da República. Neste último, Lula lidera as preferências e Bolsonaro é o campeão em rejeição.

Foram 1432 entrevistados, por meio de  abordagem e domicílios sorteados, nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste, Central e Grande São Luís, na pesquisa realizada de 24 a 28 de setembro. A margem de erro foi de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Na escolha do nome para presidência, sendo hoje a eleição. Lula sai na frente com expressivos 62%, seguido de Jair Bolsonaro (17%), Ciro Gomes (6%), Sérgio Moro (2%) e João Doria (1%). Brancos e nulos somaram 8% e os que não sabiam ou não responderam, 4%.

Jair Bolsonaro lidera na lista dos que não seriam escolhidos ‘de jeito nenhum’, com largos 65%. João Doria e Sérgio Moro empataram com o segundo maior índice de rejeição – 25% -, seguidos por Lula (21%) e Ciro Gomes (19%).  O total de 1% dos entrevistados disse que votaria em todos os nomes e 7%, não votaria em nenhum; não sabiam ou não responderam, 2%.

Governo

Para o Governo do Maranhão, sem Flávio Dino, a ex-governadora Roseana Sarney venceria, segundo a pesquisa. Roseana teria 27% das intenções de voto, seguida por Weverton Rocha (21%), Edivaldo Holanda Jr. (9%), Roberto Rocha (8%), Dr. Lahésio (7%), Carlos Brandão (6%), Josimar do Maranhãozinho (5%) e Simplício Araújo (1%). Brancos/nulos/nenhum e que não souberam ou não responderam, 8%.

No cenário sem Flávio Dino e sem Roseana Sarney, quem sairia na frente seria Weverton Rocha, com 32% dos votos. Seguindo, estariam Edivaldo Holanda Jr. (13%), Dr. Lahésio (12%), Carlos Brandão (11%) e Josimar do Maranhãozinho (8%). Nenhum/Branco/Nulo ficaram em 13% e que não sabiam ou não responderam, 11%.

Considerando quadros mais enxutos, Weverton Rocha sairia na frente – 39% –  em uma disputa com Edvaldo Holanda Jr. (17%) e Carlos Brandão (15%), tendo Nenhum/Branco/Nulo com 16% e não sabem ou não responderam, 13%. Num cenário apenas com Carlos Brandão, Weverton também vence com largos 48%, frente à 19% do seu adversário. Nenhum/Branco/Nulo somariam 20%; e que não sabem ou não responderam, 13%.

No quesito rejeição, a pesquisa perguntou aos entrevistados em quem não votariam de jeito nenhum. Roseana Sarney sai na frente, na rejeição do eleitorado, com 42%. Seguem a emedebista, Josimar do Maranhãozinho (30%), Carlos Brandão (21%), Simplício Araújo (16%), Roberto Rocha (15%), Weverton Rocha (14%), Edivaldo Holanda Jr. (14%) e Dr. Lahésio (13%). Um total de 22% dos entrevistados afirmou que votaria em todos; 21% não votaria em nenhum; e 4% não sabiam ou não responderam.

Senado

A pesquisa aponta Flávio Dino na frente para a disputa ao Senado, com 40%. Em segundo lugar, Roseana Sarney com 22%, seguida por Roberto Rocha (12%), Edivaldo Holanda Júnior (6%), Josimar do Maranhãozinho (6%) e Othelino Neto (3%). Nenhum/Branco/Nulo somaram 5% e que não sabiam ou não responderam, 6%.

Flávio Dino ganharia em cenários mais enxutos. Disputando com Roseana, ele teria 49% contra 31% da emedebista. Nenhum/Branco/Nulo somariam 15% e que não souberam ou não responderam, 5%. Em uma disputa com Roberto Rocha, Flávio Dino ganharia com índice 55% contra 28% do adversário. Nesse cenário, Nenhum/Branco/Nulo somariam 12% e que não souberam ou não responderam, 5%.

No quesito rejeição, os entrevistados, perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum, Roseana Sarney sai mais uma vez na frente, com 40%. Seguida por Josimar do Maranhãozinho (29%), Flávio Dino (26%), Othelino Neto (19%), Roberto Rocha (18%) e Edivaldo Holanda Júnior (15%). Um total de 5% afirmou que votaria em todos os candidatos e 6% não votaria em nenhum. Que não sabiam ou não responderam, totalizaram 4% das intenções de voto.

A pesquisa finaliza avaliando a administração do governador Flávio Dino. A maior parte dos entrevistados considerou a gestão regular (37%). Um total de 32% dos pesquisados considerou boa; 13% péssima; 9% ótima; e 8% ruim. Não sabiam ou não responderam somaram 1%. No entanto, o governo Flávio Dino é aprovado pela maioria dos entrevistados – 65%. Não aprovam somou 33% e que não sabiam ou não responderam, 2%.

Jefferson Portela vai disputar Câmara dos Deputados

 

Jefferson Portela será candidato a deputado federal. E vai se unir ao senador Weverton Rocha, a quem, abertamente, já mostrou apoiar. Também se filiará ao partido de Weverton, o PDT. Com isso, Portela será menos um na lista de fortalecedores do nome de Carlos Brandão, principal candidato defendido pelo governador Flávio Dino.

Portela e Weverton estavam em viagem, no interior do Maranhão, em mais um encontro da coligação Maranhão Mais Feliz. Entre os auxiliares do governador Dino, Portela tem sido firme no seu apoio a Weverton, bem antes da pré-campanha. E Weverton, por sua vez, vem fortalecendo o nome de Portela.

No evento em Pinheiro, em reunião com prefeitos aliados, o senador reforçou o compromisso de ver o secretário eleito, pedindo empenho de sua base.

Deputados fechados com Brandão reforçam nome para 2022

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Rafael Leitoa, foi um dos participantes de uma série de vídeos, mostrando querer reforço do nome de Carlos Brandão para a dipsuta de 2022.  Na mensagem, o deputado diz que, “com a saída do governador Flávio Dino, em abril, temos certeza que o nosso Maranhão vai sair no rumo certo”.

Os aliados estão no caminho para firmar a candidatura de Brandão como pré-candidato ao Governo do Estado, sendo ele o principal nome do governador Flávio Dino para a sucessão em 2022.

As manifestações pró-Brandão no Governo partem de outros fortes nomes, a exemplo do deputado Duarte Jr, que mostrou força na última campanha a prefeito de São Luís; Adelmo Soares, que foi secretário do governo Dino e tem bom trânsito no interior do Estado; Arnaldo Melo, ex-presidente da Assembleia; e Thaíza Hortegal.

O foco é por Brandão em primeiro lugar e fortalecer o nome do vice-governador para as eleições de 2022.