Audiência pode encerrar greve de rodoviários que completa três dias

Está marcada para esta sexta-feira (18), no Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA), audiência de conciliação entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) e dos empresários do setor, em São Luís.

A decisão é da desembargadora Solange Cristina Passos de Castro, que é relatora do caso e atende à um pedido do sindicato dos rodoviários.

Em nota, o Sttrema informou que, até o momento, não houve avanço nas negociações com os empresários.

São Luís ficará sem ônibus na quarta-feira (16)

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema) anunciou paralisação da frota de ônibus, por tempo indeterminado, a partir de 0h desta quarta-feira (16). A medida foi tomada após reunião da categoria, realizada hoje (15). A paralisação atinge a capital e demais cidades da Grande Ilha.

Rodoviários afirmam que os patrões estão descumprindo cláusulas econômicas da nova Convenção Coletiva de Trabalho com vigência para 2022.

“Mais uma vez, os patrões foram para a audiência, sem uma proposta que atenda as reivindicações dos trabalhadores. A classe empresarial, alega não ter receita para garantir o reajuste salarial e aumento no valor do ticket alimentação”, comunicou o sindicato

Em outubro do ano passado os Rodoviários deflagraram a maior greve geral já registrada na Grande Ilha de São Luís, quando 100% dos ônibus não rodaram por 12 dias.

Rodoviários paralisam atividades em São Luís

Rodoviários da empresa de ônibus Patrol realizam, na manhã desta quinta-feira (11), uma paralisação na porta da empresa, que fica na Avenida Jerônimo de Albuquerque, Vinhais.  A empresa atende linhas das regiões da Cidade Olímpica e Cidade Operária.

Os funcionários afirmam que não são cumprindo os direitos trabalhistas da Convenção Coletiva de Trabalho. Os rodoviários dizem que os empresários não cumpriram ainda o aumento no reajuste salarial no valor de 5%, o percentual de 6% no tíquete alimentação, que corresponde a R$ 620,00, e o pagamento dos salários em atraso.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa que a frota operante da empresa é de 12 veículos e que esse total foi remanejado de outras empresas, para dar cobertura total aos serviços prestados pela Patrol.

A SMTT ressalta que conversa com o Sindicato das Empresas de Transporte (SET), pois este se comprometeu em cobrar das empresas o cumprimento do acordo com os rodoviários.

Greve: Rodoviários e SET reúnem em nova audiência hoje, 23

Este sábado (23), haverá outra audiência, entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA) e o Sindicato das Empresas de Transporte (SET). O encontro será às 18h, na sede do Ministério Público do Trabalho do Maranhão (MPT-MA), em São Luís. A expectativa é que cheguem a um acordo e encerrem a greve do transporte público. Na última reunião, na sexta, 22, não houve acordo entre as partes.

Os rodoviários mantiveram a paralisação da frota de ônibus, mesmo após decisão da Justiça que determinou o retorno imediato de 90% dos coletivos da capital. A categoria diz que os donos das empresas não cumprem a Convenção Coletiva de Trabalho. Eles reivindicam reajuste nos salários em 13%, jornada de trabalho de seis horas, tíquete-alimentação no valor de R$ 800, manutenção do plano de saúde e a inclusão de um dependente, e concessão do auxílio-creche para trabalhadores com filhos pequenos.

Na sexta, a Justiça federal do Trabalho bloqueou as contas do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA), por não cumprir determinação de retorno às atividades. A decisão do bloqueio é do desembargador Francisco José de Carvalho Neto e se manterá enquanto durar a greve da categoria.

Ônibus de 3 empresas vão deixar de circular nesta quarta-feira

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, após reunião com toda a diretoria da entidade, informa que nesta quarta-feira (10), os ônibus de três empresas, ficarão sem rodar na capital, são elas: São Benedito (garagem no Recanto dos Vinhais); Matos (garagem no bairro de Fátima) e Marina (garagem na Vila Flamengo, Maiobão).

Essas três empresas, além de não terem pago os salários do mês, também não disponibilizaram, benefícios que os trabalhadores têm direito, como o plano de saúde que segue suspenso por falta de pagamento, assim como o plano odontológico, o ticket alimentação e parte do décimo terceiro.

São Benedito, Matos e Marina estão obrigando os funcionários a trabalharem sem a garantia de nenhum direito. Por este motivo, nas primeiras horas desta quarta-feira (10), os ônibus, por orientação do Sindicato, ficarão retidos nas garagens.

Ascom Sind. Rodoviários – MA

São Luís participa do Dia Nacional de Paralisação na Sexta-feira

As Centrais Sindicais, Força Sindical, CUT, CTB, UGT, Nova Central, CSB e CSP-Conlutas realizarão manifestação pública em São Luís nesta sexta feira (10) contra a entrada em vigor da Reforma Trabalhista. Segundo o movimento, as novas regras acabam com os direitos da classe trabalhadora. O presidente da Força Sindical no Maranhão, Frazão Oliveira, já confirmou as presenças de varias entidades sindicais.

São Luís deve parar na sexta-feira

Os manifestantes das Centrais Sindicais se concentrarão na Barragem do Bacanga a partir das 5 da manhã e prometem seguir em caminhada até o Anel Viário, onde farão outra concentração a partir das 10 da manhã, para um novo protesto, no início da Avenida Cajazeiras, em frente ao sepermercado Mateus.