Vacina contra a Covid-19 é diferencial no enfrentamento da doença, após um ano

Hoje, dia 17 de janeiro de 2021, completa um ano que a enfermeira Mônica Calazans tomava a primeira dose da Coronavac, em São Paulo. Ela foi a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Brasil. Um ano depois, a imunização já tem seus efeitos positivos no combate ao coronavírus.

Este primeiro ano da vacinação, fez uma grande diferença para que o país pudesse ter esperança de atravessar a crise sanitária, mesmo tendo sido após um atraso, provocado pelo governo Jair Bolsonaro (PL). A negligência se repetiu com a imunização de crianças.

Quase 70% das pessoas que tomaram a vacina, mesmo contraindo novamente a doença,, têm tido sintomas leves e conseguem se recuperar em isolamento domiciliar.  O lado negativo é que, os 30% não tomaram as doses – primeira ou a segunda – têm sofrido com as formas mais graves.

No rol de aumento de casos, a maioria das vítimas são os que recusaram a imunização. Estes são também, a maior parte dos internados, como mostram várias pesquisas. Interessante que, a maioria dos que se negam a vacinar contra a Covid-19, tomaram tantos outros imunizantes ao longo da vida.

Rio Tocantins baixa, mas número de afetados se mantém

Nesta segunda-feira (17), a Defesa Civil informou que houve uma baixa no nível das águas do rio Tocantins, em Imperatriz. Alento para as várias famílias afetadas com as enchentes. O rio, que chegou a 10,80 metros acima da marca zero, agora voltou a 10,75.

De acordo com a Defesa Civil, o nível do rio voltou para a marca de 10,75, cinco centímetros a menos da medição do domingo (16). Apesar de parecer pouco, a redução mostra uma tendência de que possa diminuir, ainda mais, o seu volume.

Mesmo com a baixa do nível do rio, o número de famílias desabrigadas e desalojadas na cidade continua o mesmo dos últimos dois dias – 419. Destes, 193 famílias estão em abrigos municipais e 226 em casas alugadas e de parentes. São cerca de 1600 pessoas em situação de vulnerabilidade, por contas das enchentes.

Prefeitura de Ribamar vacina crianças contra a Covid-19, a partir de hoje, 17

Nesta segunda-feira (17), a prefeitura de São José de Ribamar iniciará a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

Inicialmente, a vacinação acontecerá de segunda a sexta, 8h às 17h, no Liceu Ribamarense I, sendo ampliada para outros pontos em breve.

As crianças devem comparecer acompanhadas dos pais ou responsáveis, portando certidão de nascimento ou RG e documento médico que comprove a deficiência ou comorbidade.

Nesta primeira etapa, serão imunizadas crianças de 5 a 11 anos, com as seguintes comorbidades ou deficiências:

implantados;
Talassemia;
Síndrome de Down;
Diabetes Mellitus; Pneumopatias crônicas graves;
Hipertensão arterial;
Doença cerebrovascular Insuficiência cardíaca; cardíaca;
Cor pulmonale;
Hipertensão pulmonar;
Cardiopatia hipertensiva;
Valvopatias;
Miocardiopatias e pericardiopatias;
Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
Arritmias cardíacas;
Próteses valvares e dispositivos cardíacos;
Doença renal crônica;
Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
Anemia falciforme;
Obesidade mórbida;
Cirrose hepática;
HIV;
Deficiência física;
Neurodiversos (TDAH, TEA e deficiência Intelectual).

Imperatriz: Rio Tocantins continua acima do nível e moradores sofrem com

Chegou a 10,80 metros acima do normal, o nível do Rio Tocantins, neste domingo (16), segundo informações da Defesa Civil de Imperatriz. No momento, o número de famílias desabrigadas e desalojadas na cidade é de 419. Pelo menos, 1.562 pessoas são afetadas diretamente com a enchente no município.

O problema está mais crítico nos bairros Caema, Beira Rio, Areal, Vila Leandra e no loteamento Colina Park. Neste últimos, moradores ainda convivem com a enchente do local e no sábado, tiveram que retirar seus veículos em balsa improvisada. A Defesa Civil alerta que a área permanecerá inundado, enquanto o nível do rio continuar subindo. A água já toma metade das residências do loteamento.

A Defesa Civil trabalha com apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), que permanecem na cidade, até que as famílias não corram mais risco e possam retornar às suas casas e à rotina.

Nova pesquisa mostra que Lula permanece bem à frente nas intenções de voto

Pesquisa do Inspe, contratada pela XP Investimentos, para avaliar as intenções de voto nas eleições 2022, mostrou que Lula (PT) teria 44% das intenções de voto e Jair Bolsonaro (PL), 24%, na disputa para presidente.

Os dados, mostram que Sergio Moro (Podemos) aparece em terceiro lugar, com 9% das intenções de voto, seguido por Ciro Gomes (PDT), com 7%.

João Doria (PSDB) tem 2%; Simone Tebet (MDB), 1%; Rodrigo Pacheco (PSD), 1%; e Luiz Felipe D’Ávila (Novo) tem 1%.

A pesquisa XP/Ipespe foi divulgada na última sexta e realizada entre os dias 10 e 12 de janeiro de 2022, sendo entrevistadas 1.000 pessoas com 16 anos ou mais. Segundo o instituto, a margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos, para mais ou para menos.

Ribamar começa a vacinar crianças contra a Covid-19, na segunda (17)

Nesta segunda-feira (17), São José de Ribamar iniciará a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

Nesta primeira etapa, serão imunizadas crianças de 5 a 11 anos, com as seguintes comorbidades ou deficiências:

implantados;
Talassemia;
Síndrome de Down;
Diabetes Mellitus;
Pneumopatias crônicas graves;
Hipertensão arterial;
Doença cerebrovascular;
Insuficiência cardíaca;
Cor pulmonale;
Hipertensão pulmonar;
Cardiopatia hipertensiva;
Valvopatias;
Miocardiopatias e pericardiopatias;
Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
Arritmias cardíacas;
Próteses valvares e dispositivos cardíacos;
Doença renal crônica;
Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
Anemia falciforme;
Obesidade mórbida;
Cirrose hepática;
HIV;
Deficiência física;
Neurodiversos (TDAH, TEA e deficiência Intelectual).

Inicialmente, a vacinação acontecerá de segunda a sexta, 8h às 17h, no Liceu Ribamarense I, sendo ampliada para outros pontos em breve.

As crianças devem comparecer acompanhadas dos pais ou responsáveis, portando certidão de nascimento ou RG e documento médico que comprove a deficiência ou comorbidade.

Moradores do Colinas Park retiram veículos de enchente; previsão de mais cheia do rio Tocantins

Moradores do condomínio Colina Park, em Imperatriz, continuam sofrendo com a enchente causada pelas chuvas. Neste sábado (15), um grupo se reuniu para retirar veículos do local, todos tomados pelas águas. Foi improvisada uma espécie de canoa, feita com tambores, para conseguirem carregar os carros e driblar a área que permanece inundada. Equipes da Defesa Civil ajudaram no trabalho.

A previsão das autoridades é que o nível do rio suba ainda mais, neste fim de semana, pois a chuva permanece, junto com aumento da vazão da Hidrelétrica de Estreito, que impacta diretamente na cheia do Tocantins e nas enchentes na cidade.

O nível do rio estava em 10,75 metros, acima do marco zero, com vazão da hidrelétrica de 18 mil metros cúbicos por segundo. Nesse ritmo, a previsão da Defesa Civil é que nível eleve em cerca de 30 centímetros, nas próximas horas. As autoridades mantêm o alerta de risco e equipes do Corpo de Bombeiros vão auxiliar no resgate e suporte às famílias atingidas.

Imperatriz soma 1.531 pessoas impactadas pela cheia do rio – desabrigadas ou desalojadas. As áreas mais afetadas são os bairros Caema, Beira Rio, Areal, Vila Leandra e o loteamento Colina Park.

Crianças já estão vacinando contra a Covid-19, em São Luís

Começou, neste sábado (14), a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos, na capital maranhense. Nesta primeira etapa, serão vacinadas crianças com comorbidades ou deficiência. A vacinação será até as 18h, no Sebrae, UFMA, IFMA Maracanã e drive-thru do Shopping da Ilha e Ceuma Renascença.

O prefeito Eduardo Braide já havia anunciado a imunização, durante coletiva, na sexta (14), mas ainda sem data para início. Com o recebimento das doses, ainda neste dia, ele postou em suas redes, à noite, que a vacinação deste público já iniciaria hoje.

Para vacinar, é necessário apresentar certidão de nascimento ou RG, laudo médico ou receita médica que comprove a comorbidade, cartão de acompanhamento para a comorbidade ou deficiência e exames que comprovem a comorbidade. Crianças com sintomas gripais ou Covid-19, só serão vacinadas após quatro semanas.

Vacinação no Maranhão

A primeira criança a receber a dose do imunizante no estado foi Isabela Vitória Moraes, de 11 anos. A menina é autista e mora em Paço do Lumiar, município localizado na Região Metropolitana de São Luís. O Governo do Estado iniciou, na tarde de sexta-feira (14), a vacinação de crianças contra a Covid-19. A imunização foi no Shopping da Criança, na Beira Mar, em São Luís.

Primeira criança brasileira a vacinar contra Covid-19 é indígena

O indígena Davi Seremramiwe Xavante, de oito anos, foi a primeira criança a ser vacinada contra a Covid-19 no país. A imunização foi na tarde desta sexta-feira (14), durante evento simbólico, organizado pelo governo de São Paulo, para inaugurar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos.

Da etnia Xavante, Davi é morador de Piracicaba, no interior de São Paulo, mas está na capital paulista para realizar um tratamento médico.

O pai do menino Davi, o cacique Xavante Jurandir Seremramiwe, participou da cerimônia de forma virtual e falou do momento. “Agradeço a compreensão, visibilidade e diálogo com a questão indígena. Nós temos que tomar a vacina e não esquecer o uso da máscara e o distanciamento. Com certeza a nova geração estará mais segura quando as aulas voltarem “, disse.

INSS suspende temporariamente perícias médicas

Devido aumento dos casos de Covid-19, as perícias médicas foram suspensas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), temporariamente.

Não poderão ser feitas perícias médicas do Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade.

A suspensão vale para perícias marcadas desde o dia 12 de janeiro deste ano e serão remarcadas para o segundo semestre. O INSS vai comunicar a nova data.

Segurados continuarão recebendo os benefícios normalmente.