Pré-candidatos ao governo do Maranhão miram o interior para conquistar votos

Pré-candidatos ao governo do Maranhão fazem do interior o principal campo de batalha pelo voto. Todos estão apostando suas fichas percorrendo os municípios do interior do estado, buscando os votos que os conduzirão ao Palácio dos Leões. E a estratégia é justificada. Essas cidades concentram ao menos 60% do eleitorado.

O governador Carlos Brandão (PSB) tem feitos viagens pelo interior com mais frequência, em cumprimento de sua agenda de governo com várias inaugurações de obras. Este final de semana ele passou por cinco cidades do interior. Essa movimentação, mesmo não sendo da pré-campanha, impactará positivamente na sua corrida à reeleição para o Palácio dos Leões em outubro. “O nosso @governoma trabalha todos os dias para levar ações e desenvolvimento aos municípios, cuidando das pessoas”, pontuou em suas redes sociais, durante visita a Alto Alegre do Pindaré.

O senador Weverton Rocha (PDT), que já visitava os municípios há pelo menos três meses, intensificou a presença no interior com o projeto Maranhão Mais Feliz.  Este fim de semana ele visitou o município de São Luiz Gonzaga e Pastos Bons. O pedetista tem conciliado sua agenda de pré-campanha com as atribuições de senador.

“Estou andando as cidades para construir uma frente de trabalho em favor do Maranhão. É uma frente que vai olhar adiante e construir um Maranhão de trabalho, da indústria e da produção agrícola. Um projeto que é do povo livre desse estado, que quer olhar pra frente e construir seu próprio futuro”, postou em suas redes sociais.

O ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSC), também deu o pontapé de viagens pelas cidades do interior. Este fim de semana ele esteve em Pirapemas. “Muito obrigado Pirapemas. Sem palavras pra agradecer os apoiadores de Cantanhede e Pirapemas”, disse, em post nas suas redes sociais, sobre a acolhida nas duas cidades.

O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, que ainda não havia se movimentado com mais ênfase nesta pré-campanha, passou a correr mais em busca desses eleitores. Ele esteve em Santa Inês e Pio XII esse fim de semana. “Mais uma vez essa recepção calorosa, com as lideranças e a população abraçando a nossa pré-candidatura ao governo do Maranhão. Muito diálogo e muito carinho, como tem sido a nossa pré-candidatura em todo o Maranhão”, registrou em suas redes sociais.

Pré-candidatos podem iniciar vaquinha virtual a partir de domingo

A partir do domingo (15), os pré-candidatos que vão disputar as eleições de outubro estão autorizados a realizar campanha prévia de financiamento coletivo, modalidade conhecida como ‘vaquinha virtual’ ou crowdfunding.  A modalidade é regulamentada pelo Superior Trbunal Eleitoral (TSE).

Pelas regras eleitorais, a arrecadação será feita por empresas especializadas que foram cadastradas previamente na Justiça Eleitoral.

A liberação dos recursos está condicionada ao pedido de registro de candidatura, à obtenção de CNPJ e a abertura de conta bancária. Durante a campanha de arrecadação, os pré-candidatos não poderão fazer pedidos de votos e propaganda eleitoral antecipada.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Um eventual segundo turno  para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Genival Alves declara apoio à reeleição do deputado Dr. Leonardo Sá

O pré-candidato a deputado federal, Genival Alves (Podemos) declarou apoio ao deputado estadual Dr. Leonardo Sá (PP), que deve concorrer em outubro a um segundo mandato. O anúncio ocorreu, na capital maranhense, neste último sábado (07).

Neste final de semana, Dr. Leonardo Sá teve a oportunidade de conhecer e fechar parceria com o projeto Saúde na Comunidade, projeto idealizado pelo do ex-vereador de São Luis, Genival Alves.

Na oportunidade, Genival apresentou o projeto Saúde na Comunidade, que foi implementado como Carreta da Saúde, em seu primeiro mandato como vereador. O projeto esteve em São Luís e alguns municípios do Maranhão, sendo uma das principais iniciativas promovedoras do bem-estar do cidadão através do oferecimento de serviços gratuitos no setor da saúde básica preventiva.

“Sou de origem muito humilde, trabalhei muito para chegar aonde estou. Quando me elegi, no primeiro mandato para vereador, já tinha feito uma promessa a mim mesmo: que desenvolveria um projeto que levaria para os mais necessitados com saúde preventiva de qualidade. Executamos o Saúde na Comunidade com o coração, com amor. Por isto, esta parceria com o deputado, mas sobretudo com o médico, Dr. Leonardo Sá, tenho certeza de que o povo só tem a ganhar cada vez mais, com a amplitude de atendimentos de qualidade gratuitamente”, comentou Genival.

O deputado Dr. Leonardo Sá tem uma história política pautada na saúde, onde realiza, há alguns anos, Mutirões de Saúde, em ações sociais para a população em vários municípios, levando consultas pediátricas, dermatológicas, clínica geral e exames de ultrassonografia e endoscopia. Além de destinar Emenda Parlamentar para a realização de cirurgias oftalmológicas gratuitas no Maranhão

“Tive a honra de fazer uma grande parceria com o Genival Alves, que tem um belíssimo trabalho com a Carreta Móvel que leva saúde aos bairros e à comunidade de São Luís e adjacências. Eu sendo médico e conhecedor das demandas na área da saúde no Estado, fizemos esta parceria. E agora conhecendo o projeto, estou empenhado em fazer o que for possível, para dar condições de ampliação e de iniciarmos estes atendimentos em todo o Maranhão”, declarou Leonardo Sá.

Em entrevista, César Pires destaca rumos do PSD

A formação de um consórcio e eleição de pelo menos três deputados estaduais são as expectativas do deputado estadual César Pires (PSD) para as siglas, nestas eleições. Ele concedeu entrevista a emissora de tv local, nesta segunda-feira (9), em que destacou planejamento do partido para o pleito de outubro.

Na avaliação do deputado, a alternativa para formação de nomes na chapa proporcional do PSD será a formação de um consórcio com outras siglas. Com esse arranjo, ele acredita que será possível a eleição de até quatro deputados estaduais pela legenda.

Na disputa para o Governo do Estado, frisou que o partido segue com o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD). “Continua sendo meu candidato ao Governo”, afirmou. E no Senado, seguindo seu partido, apoia o senador Roberto Rocha (PTB), que irá à reeleição.00

Pontuou ainda mudança importante na legenda, por conta da composição de blocos na Assembleia Legislativa do Maranhão. “Partidos ganharam, a exemplo do PSD, que está com quatro parlamentares. Outros, acabaram perdendo reforço, a exemplo do PL, que perdeu um nome”, enumerou.

Pires garantiu ainda que continua sendo oposição, mas, pondera sobre o governador Carlos Brandão (PSB). “É preciso dar o devido tempo para que não se cometa injustiças. Precisamos dar tempo para não sermos injustos, mas, sigo sendo oposição.

Eleições 2022: Escutec aponta liderança de Flávio Dino para Senado

    O instituto Escutec divulgou pesquisa neste domingo (1°), mostrando o cenário na disputa para o Senado, no Maranhão. Segundo o instituto, o ex-governador Flávio Dino (PSB) lidera na corrida eleitoral. O levantamento ouviu duas mil eleitores em 73 municípios e foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-02565/2022.

Em um cenário estimulado, Flávio Dino lidera com 55% das intenções de votos. O senador Roberto Rocha (PTB) foi o segundo colocado, com 20% da preferência do eleitorado. O Pastor Bel aparece em seguida, com 5% das intenções de votos e Antônia Cariongo, do PSOL, pontuou com 1%. Branco/Nulo ou nenhum deles somou 5% e não souberam ou não responderam, 14%.

Em um segundo cenário estimulado, sem Roberto Rocha, Flávio Dino tem 59%; contra 11% do Pastor Bel e 2% de Antônia Cariongo. Branco/Nulo e Nenhum deles somou 8% e não souberam ou não responderam, 20%.

Na espontânea, Flávio Dino tem 20%; Roberto Rocha 6%; Pastor Bel 3% e Roseana 1%. Ninguém, somou 7% e não souberam ou não responderam, 63%.

Rejeição

Roberto Rocha aparece com o maior índice de rejeição, pontuando com 25%. Seguem Flávio Dino, 22%, Pastor Bel, 11% e Antônia Cariongo, 6%. Branco/Nulo ou Nenhum deles somou 7% e não souberam ou não responderam, 29%.

Eleições 2022: Brandão sai na frente na disputa pelo Governo, aponta Escutec

O Instituto Escutec divulgou nova pesquisa de intenção de voto para o governo do Maranhão, neste domingo (1º). Foram entrevistadas duas mil pessoas em 73 municípios, nos dias 26 a 30 de abril. Com margem de erro de 2,19% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%, o levantamento (que tem o registro Ma 02565/2022) mostra a liderança do governador Carlos Brandão (PSB).

No cenário espontâneo, Brandão é citado por 11% dos eleitores. O socialista é seguido por Weverton Rocha (PDT)com 9%, Lahesio Bonfim (PSC) com 6%, Edivaldo Júnior (PSD) com 4% e Roberto Rocha (PTB) com 3%. Outros nomes como o ex-governador Flávio Dino (PSB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) também chegaram a ser citados por 1% dos ouvidos.

Com o cenário estimulado com a apresentação de nove nomes de pré-candidatos ao governo, Brandão aparece com 24% sendo seguido por Weverton Rocha com 20% e Edivaldo Júnior com 12%. Lahesio Bonfim aparece com 11%, Roberto Rocha tem 8%, Josimar de Maranhãozinho (PL) aparece com 3% e Simplício Araújo (SD) com 2%. Enilton Rodrigues do PSOL foi citado por 1% dos entrevistados e Hertz Dias (PSTU) não pontuou.

Em outro cenário estimulado com seis pré-candidatos, Carlos Brandão tem 25%, Weverton Rocha, 21%, Lahesio Bonfim, 13% e Edivaldo Júnior, 12%. Roberto Rocha vem em seguida com 9% e Simplício Araújo com 2%.

Considerando cinco nomes apresentados, o governador chega a 26%. Em segundo vem Weverton Rocha com 23% que é seguido por Edivaldo Júnior com 15% e Lahesio Bonfim com 14%. Simplício Araújo aparece com 3%.

Segundo turno

O levantamento também mostra cenários de segundo turno. Entre eles está a disputa entre Carlos Brandão e Weverton Rocha. Neste cenário, Brandão aparece com 39% contra 34% de Weverton. Brancos e nulos somam 12%e não sabe ou não respondeu, 15%.

Se a disputa de segundo turno fosse entre Carlos Brandão e Edivaldo Júnior, o governador seria reeleito com 39% contra 23% do pré candidato do PSD. Sendo entre Carlos Brandão e Lahesio Bonfim, o socialista teria 42% contra 25% do adversário do PSC.

Em outros cenários sem Brandão no segundo turno, o senador Weverton Rocha teria 35% dos votos se o seu adversário fosse Edivaldo Júnior, que aparece com 24%. Sendo entre Weverton r Lahesio Bonfim, o pedetista seria eleito com 37% contra 22% do ex-prefeito de São Pedro dos Crentes.

Rejeição

No quesito rejeição, o deputado Josimar de Maranhãozinho é o que tem a maior rejeição: 24%. O senador Roberto Rocha vem em seguida com 21% e Weverton com 15%. Carlos Brandão tem 13% de rejeição e Edivaldo Júnior, 11%.

Seguem ainda nesta lista, Seguem na lista de rejeição, Simplício Araújo (4%), Enilton Rodrigues  e Hertz Dias, empatados com 1%. Branco, nulo ou que não escolheram nenhum dos nomes citados, somou 3%. Que não souberam ou não responderam, 2%.

Simplício Araújo reforça pré-candidatura ao Governo e pontua projetos

O pré-candidato ao Governo do Maranhão, Simplício Araújo (Solidariedade) concedeu entrevista a emissora de rádio local e confirmou que mantém seu plano de concorrer ao Palácio dos Leões, nas eleições de outubro. Na ocasião, enumerou sua proposta para uma futura gestão e reforçou que fará a diferença, caso tenha êxito na disputa eleitoral deste ano.

Simplício Araújo afirmou permanecer na disputa ao Governo por acreditar no Maranhão. “Não sou filho de político. Construí minha história com muito sacrifício e conheço o Maranhão. A saída do Maranhão é pela via da iniciativa privada. O poder público parou no tempo. Não seria candidato a governador se eu não tivesse a experiência do executivo e resultados como deputado e secretário, com a certeza que posso dar resultados ao nosso estado”, enfatizou.

Sobre apoios para seu projeto, afirmou que preza o apoio dos segmentos econômicos, das entidades sociais e da população. “Tenho diversos apoios e estou reunindo com este segmento, pois este é o caminho”, avaliou.

Questionado sobre o Plano Diretor do município, que compete às prefeituras, mas tem sido uma das suas bandeiras de fala, ele colocou que “não há medidas mirabolantes e que merece atenção e apoio para que estes planos saiam do papel”.

Simplício destacou suas ações à frente da Secretaria de Estado de Indústria e Comércio (Seinc) e criticou a condução deste setor no estado. “É uma política equivocada. Precisamos deixar uma reflexão para a população maranhense. Temos potenciais para indústrias, para atração de cadeias de produtivas e não são postas em prática. O que há é um interesse político e não pelo desenvolvimento da economia”, apontou.

Ressaltou ainda que o cenário político mudou, citando a eleição de Flávio Dino ao Governo do Maranhão, em 2018 e de Jair Bolsonaro, para presidente do país. “Hoje há uma busca por fora da política e o vivemos um momento em que, não são os apoios políticos, nem o tempo em mídias que trarão a vitória”, avaliou Simplício Araújo.

“Contem comigo”, diz Felipe Camarão ao receber pré-candidata professora Cássia

O ex-secretário de Educação Felipe Camarão (PT) recebeu a pré-candidata a deputada estadual professora Cássia e incentivou seu projeto político de disputar eleição para a Assembleia Legislativa. “Recebi os amigos Robson Paz e Cássia, pré-candidata a deputada estadual. Contem comigo. Avante!”, afirmou o pré-candidato a vice-governador na chapa liderada pelo governador Carlos Brandão, em suas redes sociais.

Correligionária da Federação Brasil da Esperança (PCdoB, PT, PV), a professora Cássia parabenizou e agradeceu Felipe Camarão pela gestão à frente da Secretaria de Educação e pelo estímulo à pré-candidatura a deputada estadual.

“Deixo aqui meu reconhecimento e gratidão pelos seus grandes feitos em favor da educação, inclusive em nossa Bequimão, com o Escola Digna e também pelo incentivo e apoio à nossa pré-candidatura a deputada estadual, o que nos enche de alegria e esperança”, escreveu Cássia, em seu perfil nas redes sociais.

Secretário adjunto de Radiodifusão, Robson Paz, participou do encontro e também agradeceu a acolhida do petista Felipe Camarão. “Ficamos honrados com as palavras de estímulo do melhor secretário de Educação da história do Maranhão a este sonho coletivo liderado pela professora Cássia de ampliar as conquistas sociais, por meio da educação, e gratos por tudo quanto Felipe fez e ainda vai fazer pela educação do nosso Estado”, disse Paz.

A professora Cássia anunciou sua pré-candidatura a deputada estadual nas eleições de outubro. Com militância política no município de Bequimão e profissional em São Luís, a educadora da rede municipal de ensino, deixou o PDT e deve disputar uma vaga na Assembleia Legislativa pelo PCdoB, partido que integra a Federação Brasil da Esperança (PT/PCdoB/PV) – Fé Brasil.

Professora Cássia é pré- candidata a deputada estadual

Professora Cássia é pré- candidata a deputada estadual. Reconhecida pela sua militância política no município de Bequimão, a professora Cássia anunciou que é pré-candidatura a deputada estadual. A educadora da rede municipal de ensino vai disputar a vaga na Assembleia Legislativa pela Federação Brasil da Esperança (PT/PCdoB/PV).

“A política deve ser ocupada por pessoas que pensam no bem comum. É sobre lutar por justiça social, oportunidade para todos e todas as famílias e pela valorização da educação principal instrumento de inclusão e mobilidade social”, afirmou a pedagoga,em suas redes sociais.

Desde que fez o anúncio, ela vem recebendo apoio de profissionais liberais, lideranças políticas e comunitárias da cidade.

Professora Cássia tem atuação em projetos sociais na área da educação, tendo lecionado na rede particular de ensino, em São Luís. Ela se destaca por participar de conquistas políticas e sociais no município de Bequimão.

Sua atuação é liderada pelo jornalista e atual secretário adjunto de Radiodifusão da Timbira, Robson Paz; pelo ex-vereador e ex-candidato a vice-prefeito de Bequimão, Fredson; e o ex-vereador e servidor do Judiciário, Elanderson.

Mais uma pesquisa confirma favoritismo de Lula

Pesquisa Ipespe, divulgada na noite da sexta-feira (22), segue o que vem mostrando demais levantamentos ao longo dos meses. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua bem à frente das intenções de voto. Nesta, o petista marcou 45%, enquanto que seu principal adversário na corrida ao Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro (PL), pontuou com 31%. As eleições estão marcadas para 2 de outubro.

Em seguida, aparecem o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 8%, e o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 3%. O deputado federal André Janones (Avante) e a senadora Simone Tebet (MDB) têm 2%. Luiz Felipe d’Ávila (Novo), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) não pontuaram na pesquisa.

Votos em branco, nulo, eleitores que dizem que não iriam votar ou que não votariam em nenhum dos candidatos somam 7%. Eleitores que não sabem ou não responderam representam 2% dos entrevistados.

A pesquisa testou cinco cenários para um possível segundo turno. Na sondagem que coloca Lula contra Bolsonaro, o petista tem 54%, contra 34%. Votos em branco, nulo e eleitores indecisos somam 12%.

Foram ouvidas mil pessoas por telefone, entre 18 e 20 de abril e foi encomendada pela XP Investimentos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral com o número BR-05747/2022. A margem de erro máximo estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%.