Petrobras reajusta preços da gasolina, diesel e gás de cozinha

Gasolina, diesel e GLP, o gás de cozinha ficarão mais caros a partir de sexta-feira (11). O anúncio foi feito pela Petrobras, nesta quinta-feira (10). O aumento vale para as distribuidoras e o repasse para o consumidor final ainda não está definido se e quando irá ocorrer, porque depende de cada revendedor.

Nas distribuidoras, o preço médio da gasolina passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 o litro, um aumento de 18,77%. Para o diesel, o valor irá de R$ 3,61 a R$ 4,51, alta de 24,9%. O gás de cozinha passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por quilo, um reajuste de 16%.

A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Fertilizantes (Fecombustíveis) calcula que a gasolina nos postos deve subir para média de R$ 7,02 o litro no País, contra a média atual de R$ 6,57 por litro. Já o diesel vai subir para uma média de R$ 6,48 o litro, contra a média atual de R$ 5,60 o litro.

Em nota, a Petrobras disse que os valores “refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia”.

A última alteração no preço do insumo foi em outubro do ano passado.

 

Petrobrás aumenta os preços da gasolina e do diesel

Os preços da gasolina e do diesel serão reajustados para as distribuidoras, informou a Petrobras, em comunicado nesta terça-feira (11). Os aumentos passam a valer a partir de amanhã.

Com o reajuste, o preço médio de venda da gasolina passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, o que representa um aumento de 4,85%. O diesel vai subir de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, alta de 8,08%.

A estatal justificou dizendo que “esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”.