São Luís: operação da PF investiga desvio de verbas federais da covid-19

A Polícia Federal deu início, na manhã desta quinta-feira (08) à operação Alinhavado, com objetivo de desarticular grupo, suspeito de promover fraudes licitatórias e irregularidades contratuais na Secretaria Municipal de Saúde de São Luís. A operação investiga ainda suspeitos em Codó (MA), Brasília, Distrito Federal e Boa Vista (Roraima).

Inicialmente, foi constatada uma suposta “montagem” em, ao menos, quatro processos licitatórios instaurados, em 2020, pela Secretaria de Saúde de São Luís para a contratação de insumos destinados ao combate à Covid-19.

Foi constatado que o grupo suspeito teria utilizado diversos mecanismos de fraudes para, supostamente, maquiar as irregularidades dos certames licitatórios, que teriam sido deflagrados com o ajuste prévio das empresas vencedoras.

Além da frustração do caráter competitivo dos procedimentos licitatórios, de acordo com análises da Controladoria Geral da União – CGU, supostos superfaturamentos contratuais e simulação de vendas teriam gerado prejuízo milionário aos cofres públicos. Com o cumprimento da Constrição Patrimonial, a operação almeja apreensão e o sequestro de bens, num valor total de até 3,2 milhões de reais, quantia, supostamente, ilícita.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação, simulação de compra e venda, peculato e associação criminosa. Na operação, 30 policiais federais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão e cinco mandados de constrição patrimonial expedidos pela 1ª Vara Federal de São Luís, que decorreram de uma representação elaborada pela Polícia Federal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *