Nova torre de energia da Eletronorte é derrubada por índios

Índios da Reserva Canabrava e Guajajaras derrubaram mais uma torre de energia da Eletronorte, que fica no território da aldeia Cabeça da Onça, região Central do Maranhão. Eles cobram a presença de funcionários da empresa e da Funai para negociar o fim das manifestações. A torre foi derrubada na quarta e nesta quinta (16), funcionários foram à reserva, escoltados pela Polícia Federal, para recuperar a rede de transmissão. No domingo (12), os índios já haviam derrubaram uma torre de energia e danificado outras duas.

Os índios dizem que, enquanto as exigências não forem realizadas, novas torres de energia serão danificadas. A Eletronorte disse que está disponível para dialogar com a comunidade indígena, mas os índios vêm se mostrando irredutíveis. A Funai ainda não se manifestou sobre o caso.

A cobrança é quanto ação que tramita na justiça desde 2013 e pede reparação pelos danos causados pela instalação das torres na Reserva Canabrava. Na negociação entre a empresa e a Funai ficou estabelecida a realização de um estudo ambiental do componente indígena e também a transferência de recursos financeiros para a compra de alimentos pelas aldeias como medidas de compensação.

Um total de 4.260 famílias indígenas dependem das doações. No documento que tramita na Justiça o povo Guajajara enfatiza que não existe possibilidade de geração de renda que ajude a tirar os índios da situação de miséria e que a situação teria sido causada por falta do apoio da estatal há mais de 50 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.