Centro Histórico de São Luís repaginado com medidas infraestruturais

O Centro Histórico de São Luís possui um conjunto arquitetônico com aproximadamente quatro mil imóveis, dos séculos XVII, XVIII e XIX. Cenário que fascina maranhenses e turistas pela memória viva que está impressa nos antigos casarões e sobrados.

Para preservar esse acervo, o Governo do Maranhão realiza obras de reforma e revitalização dos imóveis na região secular. Destaque para o programa Nosso Centro, que garante desenvolvimento sustentável, conservação, movimentação econômica e valorização da história da capital.

Na lista, a revitalização do Edifício João Goulart, do prédio da Reffsa, construção da Praça dos Poetas, entrega do novo prédio da Jucema, do Museu de Artes Visuais e Museu Cafua das Mercês. Projetos como o Cores da Cidade estão propiciando nova pintura e melhoramento da fachada de 31 imóveis,

O projeto Aluguel no Centro concede o pagamento de 80% do aluguel de moradias históricas, que estejam em condições de habitação na região do Centro Histórico de São Luís. Inscrições de interessados podem ser realizadas no site aluguelnocentro.ma.gov.br.

NOVIDADES

Outras obras estão em curso. O IEMA Gastronomia e o Shopping Rua Grande estão com obras aceleradas. A primeira unidade do Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) voltado para a Gastronomia está sendo implantado no Centro Histórico. A nova unidade IEMA funcionará como restaurante escola: os alunos terão aulas práticas e serão produzidas refeições no restaurante que funcionará no andar térreo do prédio.

Em julho, o Shopping Rua Grande vai oferecer conforto e a segurança de um shopping convencional, ao mesmo tempo em que terá um andar especial dedicado para a difusão da cultura maranhense. A obra está sendo arquitetada por uma equipe de profissionais qualificados e por meio de incentivo do Programa Adote um Casarão, do Governo do Maranhão.

O programa Adote o Casarão disponibiliza, por meio de editais, imóveis pertencentes ao Governo do Maranhão, no Centro Histórico de São Luís, que estejam sendo subutilizados ou estejam vazios. O adotante, em contrapartida, deve revitalizar e manter o imóvel e fazer uso exclusivo para as atividades indicadas no contrato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *