Flávio Dino mantém medidas restritivas e anuncia vacinação especial para gestantes

No sábado (8), das 8h às 16h; e domingo (9), das 8h às 12h, no IEMA Cintra, Anil, haverá vacinação, especialmente para grávidas com comorbidades e puérperas – até 40 dias após o parto – em comemoração do Dia das Mães, que será neste domingo. A medida foi anunciada pelo governador Flávio Dino, em coletiva à imprensa, nesta sexta-feira, 7, no Palácio dos Leões. Também pontuou o cenário da Covid-19 no estado e reforçou medidas de Governo para combate à doença.

Flávio Dino ressaltou que prossegue o calendário de vacinação deste e demais públicos prioritários, em todo o Maranhão, conforme Plano Nacional de Imunização. O governador anunciou liberação de eventos com 50 pessoas, a partir do dia 10 de maio; e com 100 pessoas, a partir do dia 17. Música ao vivo estará permitida a partir do dia 15. As demais medidas restritivas em vigor foram ampliadas e prosseguem até dia 24 de maio, para as cidades da Região Metropolitana de São Luís, sempre com 50% da capacidade de pessoas.

Dessa forma, comércio e indústria, funcionam das 9h às 21h; supermercados das 6h às 00h; bares e restaurantes até as 23h; escolas estaduais na modalidade online e as privadas, fica a critério da instituição; nos setores público e privado, pessoas do grupo de risco devem ser afastadas do trabalho. Cinemas e teatros não foram inclusos, por se tratar de ambientes fechados e de longa permanência. “Vamos editar normas para este segmento, posteriormente”, informou Dino.

“Adotamos regime um pouco mais flexível, sempre com senso de responsabilidade, para que possamos ter o máximo quanto possível a normalidade, sem por em risco a saúde e esforços sanitários que temos feito”, avaliou Flávio Dino.

Leitos

No cenário da doença, o Maranhão apresenta ciclo de crescimento dos casos ativos; queda dos óbitos, sendo o estado do país com menor número de mortes pela doença; e queda nas internações, tanto na rede de atendimento pública, quanto privada.

Se mantém a redução na ocupação de leitos clínicos (de 67% para 49%) e de Unidade de Terapia Intensiva-UTI (de 81% para 69%). “Até aqui, garantimos assistência hospitalar. Não houve nenhum paciente sendo transferido do Maranhão para outros estados e continuamos investindo para que isso prossiga”, afirmou o governador.

Até o momento, o Maranhão recebeu 2,01 milhões de doses de vacinas e 159 cidades apresentam índice de mais de 80% de aplicação. Na última semana era 153 municípios. Na educação, somam mais de 60% dos profissionais já imunizados no estado. Segue a vacinação de educadores e servidores na faixa dos 35 anos.

O governador informou ainda que tramita no Superior Tribunal Federal (STF) petição sobre compra da Sputnik; e reforçou apoio à suspensão temporária de patentes das vacinas contra Covid-19. Dino frisou que esta “é a melhor forma de ampliar a oferta das vacinas”.

Medidas sociais

Serviços de saúde envolvendo itens de combate ao coronavírus foram isentados do pagamento de Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), pelo Governo do Estado. Estão incluídos nesse benefício operações com vacinas e insumos destinados à produção de vacinas; para elmos (espécie de capacete de respiração) e oxigênio medicinal; e em compras públicas de kits de testes e respiradores.

Pagamentos dos auxílios gás e combustível iniciam pagamentos nos próximos dias; mantido sorteios do Minha Casa Melhor, com apoio de R$ 600 reais para compra de itens domésticos a famílias de baixa renda; distribuição de máscaras; e as ações do programa Comida na Mesa, com a distribuição de cestas básicas e nos 55 Restaurantes Populares, jantar a R$ 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *