CPI do Transporte quer saber origem do dinheiro para subsídio aos empresários

De onde virá os R$ 12 milhões para garantir o pagamento do subsídios aos empresários do transporte coletivo de São Luís? Essa pergunta deve ser respondida à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transportes, já aprovada pela Câmara de Vereadores da capital e que irá investigar o sistema de transporte público. A CPI tramita para que seja instaurada.

Os objetivos da CPI foram explicados pela co-vereadora do Coletivo Nós, Raimunda Oliveira, em entrevista ao Band Cidade, apresentado pela jornalista Daniela Bandeira, na manhã desta quinta (4), na Band MA. Segundo a co-vereadora, o transporte coletivo não atende a demanda da população e a situação dos ônibus é delicada.

Entre os pontos que serão abordados na CPI, ela destacou  o pagamento do subsídio feito pela Prefeitura de São Luís e observou que não foi explicado de onde vai sair o dinheiro para os empresários do setor. A co-vereadora cobra ainda como ficará a situação com o fim do subsídio, em dezembro.

Na entrevista, a co-vereadora mostra preocupação com  um possível reajuste de passagens, no próximo ano. “A medida tomada nos últimos dias pela gestão municipal pode ser apenas uma ação paliativa, que apenas adie o aumento de passagens almejado pela classe patronal”, frisa.

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi requerida pelo vereador Marquinhos (DEM), com apoio do Coletivo Nós (PT). Vereadores aprovaram a abertura, mas a CPI ainda precisa tramitar na casa parlamentar para, de fato, seja instaurada.

Acima, no link do YouTube, está a entrevista na íntegra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.